Lola Versus <3 mudando com a gente.

#Camila aqui, gente! Primeiro, desculpem minha ausência ~tava de boas de repouso~ por motivos de saúde. MAS… I’M BACK! Cês tão bem?

Nessa onda de repouso eu assisti um desses filmes que falam sobre os clichês de nossas vidas! E como vocês podem perceber é Lola Versus!

Lola-Versus-Greta-Gerwig-06012012-01-400x470

No começo eu pensei “Ah, mas um desses ai sobre amor, sofrimento e álcool”, bem… O filme tem tudo isso mesmo HAHAH, mas ele coloca a gente pra pensar sobre: mudanças. Sim, qualquer tipo de mudança. Deu um frio na barriga, né? A gente sempre tem um pouco de medo das coisas mudarem – no fundo, nunca estamos preparados para as mudanças.

tumblr_mzrpl6rn3s1slktkeo1_500

O filme começa com Lola falando sobre os astros hahaha sim, eles mesmos. E de como ela leu/sabe que a vida dela vai mudar em seu próximo aniversário. Mas, vamos seguir na vida da Lola. Ela e o Luke estão em um relacionamento mágico por uns anos! Até que o bonitão (bonitão mesmo) resolve pedir a Lola em casamento.

lola-versus-luke

COMEÇA O PREPARATIVO DO CASAMENTO! E o que acontece com o bonitão? Ele se assusta. Lola procurando vestido, arrumando a o apartamento para os dois, até que PÁ! Ele decide que não quer mais e Lola afunda. Essa história me soa tão familiar, que dá até coceira. Lola procura seus melhores amigos Henry e Alice. E é ai que a coisa toda começa ficar legal 🙂

Lola afirma ter entrado no programa de Mestrado (ou doutorado? oh god, esqueci.) por conta do Luke, diz diversas vezes que sempre fez de tudo para os dois e sempre pensando no Luke. E ela como quase todo mundo que conheço, tem uma adorável recaída e percebe que ficar com Luke é pior do que ficar sem o Luke.

tumblr_mvxx904OfV1rsyukao1_500

Chega a hora em que Lola precisa viver por si. Pelos seus gostos, sua vida. Tem uma onda enorme de depressão. Lola se envolve com Henry e alguns outros, Henry se envolve com Alice, Luke arranja outra; Lola sobra, sofre e bebe.

Parece que o mundo tá tentando sacudir a Lola e dizer: vai viver tua vida, mulher! Para de depender dos outros. E Lola nos surpreende, ela vai viver! E sinceramente, ela tem uma amiga super fofa. Adorei o jeito da Alice. Os pais perdidos e lindos também. Parece que inicialmente quem afunda mais é a Lola e o Luke fica abatido, mas ok. Com o tempo…O Luke também muda, cês nem manjam! Lola escolhe viver, é uma fofa, não? Finalmente, eu diria.

579914_478604435490281_1371151211_n

Acho que o final do filme deu um gostinho de quero mais, mas não posso falar muito se não… ja é spoiler! :O

enhanced-buzz-6342-1377216047-18

ASSISTAM! É um adorável e doce cliché. Tem lá no Netflix!  Quantas pessoas já não passaram por todas essas situações? Ou por pelo menos alguma delas? Só eu, várias. HAHAHA

Clica aqui pra ver o Trailer do Filme! GO! GO! GO!

Beijos doces e até mais! ❤

Anúncios

Cidades de Papel : Fofo, engraçado mas… faltando alguma coisa.

#Desireé aqui! E aí, gente?

Poster de Cidades de Papel :)

Poster de Cidades de Papel 🙂

Essa semana fui finalmente assistir Cidades de Papel nos cinemas. Eu estava altamente ansiosa, porque sou uma adolescente tardia e me empolgo com tudo que gosto e fico meio maluca (Eu espero que vocês já tenham sacado essa minha faceta,se caso não notaram, simplesmente leiam todos meus posts no blog de novo, por favor).

Eu AMEI. Achei o filme uma gracinha, ri muito e achei um passatempo divertidíssimo. Mas foi só isso. Dessa vez vou ser a chata que gosta mais dos livros que dos filmes e dizer que Cidades de Papel não é um filme tão poderoso quanto o livro. Não, não é. Não tiro o mérito do filme, ele é grande. É uma história que deve ser contada. Mas acho que não conseguiram captar toda a mensagem belíssima e tão dolorosa do livro.

O que pega aqui não é partes que ficam faltando (Apesar de ter um trecho no livro tão bonito e que merecia ser citado no filme sim) mas sim, o fato de que o filme não faz a gente meditar sobre coisa alguma. É puro entretenimento e é um entretenimento de qualidade boa. Mas falta alguma coisa. Talvez o charme do livro. Talvez atores mais interessantes. Não consigo identificar ainda.

Sinto como se a essência de Cidades de Papel não estivesse ali. A Margo de Cara Delevingne não me sucintou nada. Não achei de todo ruim,mas também não foi o que eu esperava ( Expectativa, porque tê – las? kkkkkkkkk). Não posso dizer o mesmo do Quentin de Nat Wolf. Ele conseguiu fazer o Quentin do jeito que eu imaginava (A minha imparcialidade neste ponto não existe,porque eu acho Nat uma graça sem fim, mas tô tentando separar o ator do personagem, sem sucesso, observem kkkkkkkkk.)  e eu me peguei torcendo muito por Quentin/ Nat.

Os amigos de Q. conseguiram me agradar muito mais que Margo e teve um momento do filme que eu já tinha me esquecido completamente que ela ainda tinha que aparecer. Tive crises de risos maravilhosas com o trio formado por Q., Radar e Ben. Eles foram – De longe – a melhor coisa do filme e a mensagem sobre amizade que o filme quis passar foi cumprida habilmente.

Mas ainda acho que a mensagem principal do livro – a mais poderosa – ficou esquecida ou melhor,foi uma mensagem corrida e vaga.  Margo não era quem Quentin esperava que ela fosse. Era uma garota de papel,numa cidade de papel. Era uma menina movida por egoísmo. Era diferente do que todos imaginavam. Porque as pessoas não são o que esperamos e achamos delas. E isso é tão importante de ser mostrado e é uma questão tão atual. Achei que o erro no roteiro foi ter passado sutilmente por cima disso.

Gostei sim do filme e toda essa opinião que dei é estritamente pessoal. Não espero que todos concordem comigo. Ficou faltando alguma coisa na adaptação de Cidades de Papel. Alguma coisa que denunciasse a força do livro,que fizesse pensar.

PAPER TOWNS

Vale a pena pra quem ama John Green (EUUUUUU <3) e quem adora a tortura que é uma adaptação de livros pro cinema ( Eu reclamo, mas sou do time que ama sua obra favorita adaptada pro cinema). Gostei,achei engraçado, amei a trilha sonora – sou maluca por Nat Wolf (Essa cara de boy next door fofo e doce é demais pro meu coração, eu não sei como se resiste a ele) mas ainda achei incompleto. Quem viu o filme, por favor me ajudem a completar essa lacuna! Sério!

Beijos! Até :*

Trailer legendado de Cidades de Papel ❤

Um post muito imparcial sobre Pitch Perfect 2 ( É mentira).

Gente! Resenha super imparcial sobre Pitch Perfect feita por mim, Desireé. Espero que vocês gostem!.

Café com Mosca

Desireé aqui!. E aí gente?!.

Eu sou maluca com Pitch Perfect. Por muitos motivos e o maior deles é que,é uma mistura deliciosa de música, piadas engraçadas e gente boa atuando. Não tem como não amar Becca, Fat Amy ou Chloe. Ou ficar sonhando com um cara que nem o Jesse (Que sonho é esse boy,aliás). É um filme adorável. Tão tão adorável que eu poderia falar sobre ele durante horas até vocês cansarem. Então quando eu fiquei sabendo da sequencia,fiquei animada porque finalmente eu ia ver em que pé minhas minas estavam. E Pitch Perfect 2 é tão legal quanto o primeiro (Ou talvez eu seja muito fã da franquia pra dizer o contrário e ser imparcial).Tudo se manteve como no primeiro. As músicas,as cenas bonitinhas e Fat Amy maluca como sempre. Sem perder a qualidade e graça. E eu claramente não consegui ser imparcial,como vocês…

Ver o post original 382 mais palavras

Um post muito imparcial sobre Pitch Perfect 2 ( É mentira).

Desireé aqui!. E aí gente?!.

Eu sou maluca com Pitch Perfect. Por muitos motivos e o maior deles é que,é uma mistura deliciosa de música, piadas engraçadas e gente boa atuando. Não tem como não amar Becca, Fat Amy ou Chloe. Ou ficar sonhando com um cara que nem o Jesse (Que sonho é esse boy,aliás). É um filme adorável. Tão tão adorável que eu poderia falar sobre ele durante horas até vocês cansarem. Então quando eu fiquei sabendo da sequencia,fiquei animada porque finalmente eu ia ver em que pé minhas minas estavam. E Pitch Perfect 2 é tão legal quanto o primeiro (Ou talvez eu seja muito fã da franquia pra dizer o contrário e ser imparcial).Tudo se manteve como no primeiro. As músicas,as cenas bonitinhas e Fat Amy maluca como sempre. Sem perder a qualidade e graça. E eu claramente não consegui ser imparcial,como vocês podem ver (Jamais serei imparcial com algo que eu amo,então não tenho nem como me justificar).

As minas!

As minas!

A história do segundo filme se passa após 3 anos do final do primeiro. As Barden Bellas correm o risco de se extinguirem graças a uma confusão numa apresentação para o Presidente Obama ( Adivinha quem arrumou a confusão,sim Fat Amy). Becca agora é a líder do grupo juntamente com Chloe e elas bolam um plano de voltarem ao topo,mas pra isso precisam ganhar uma competição fora dos EUA e elas não estão exatamente em sintonia. E pra completar precisam arrasar com uma equipe alemã de acapella extremamente talentosa. O filme foca na música,mas também foca nas relações entre as meninas. É bem bonitinho ver como elas se ajudam,tentam encontrar o ponto forte uma da outra e sim,eu adoro um filme que mostra a irmandade entre as mulheres e por isso amo tanto Pitch Perfect. As personagens principais estão também mais maduras e pensando em seus próprios futuros e ambições sem deixar de lado o grupo que as uniu. É bem legal ver Becca decidindo o que fazer de sua vida, Fat Amy se comprometendo de verdade e Chloe pensando em ser formar e deixar as Barden Bellas. Sim,é exatamente como seguir de pertinho a vida de nossas melhores amigas. A gente torce como se elas, de fato, fossem ( Eu pelo menos torço). Pitch Perfect 2 também nos apresenta uma nova personagem e vamos nos afeiçoando por ela no decorrer do filme.

<3

O filme vale a pena?. Eu acho. Eu amei o primeiro e não me decepcionei com o segundo,ao contrário de muita gente que eu vi comentando pela internet. Achei que faltou algumas cenas mais fofas entre Becca e Jesse,mas entendo que o filme é sobre poder feminino e não sobre relações amorosas. Gostei do rumo do filme e senti que é um pouco uma despedida de Becca, Fat Amy e das outras. Mas não uma despedida triste,apenas uma despedida. A apresentação final das meninas é um amor. Tão poderosa e terna como o filme já mostrou tantas vezes que é. Eu recomendo. E sim! Vai ter o terceiro. Estou ansiosa já. Vocês logo vão me ver maluca com esse filme. Vamos esperar!.

Beijos e até ❤

#DicaDaSemana: Penadinho: Vida – Paulo Crumbim & Cristina Eiko

 #Camila aquiii (:

Tudo bem, pessoas? Espero que sim! Acredito que muita gente tenha sofrido uma adorável overdose de Maurício de Sousa na sua infância, certo? Bem, se não… eu sim 😛 Os gibis da turma da Mônica são maravilhosos. A-M-O todos até hoje! Não tem nada mais legal do que um consultório cheio de gibis naquela mesinha ali do canto ~perto de alguma planta~ e meia luz – enquanto o dentista ou o médico não vem.

Em Abril o Itaú Cultural realizou um evento MUITO LEGAL! Foi o Quartas ao Cubo, toda quarta-feira do mês o pessoal do Universo dos Quadrinhos foi lá pra falar um pouco como acontecia toda essa magia que a gente compra e nem faz ideia do trabalho que dá! A cada palestra com os quadrinistas eu conhecia um novo trabalho, uma nova técnica, novas criações e todas as loucuras desse mundo mágico. Esses caras são sensacionais, de verdade.

No dia 22 de Abril o Luís Felipe Garrocho falou sobre o trabalho dele com Eduardo Damasceno o livro Bidu: Caminhos (2014) e sobre todo o processo criativo. Que é SENSACIONAL! Logo logo pretendo falar sobre eles também! 😀 O tema da palestra foi “O desafio de produzir HQs para o atual público infantil”. Conversa vai, conversa vem… ele comentou sobre o Penadinho: Vida, logo me chamou atenção! E eis que um belo dia ele publicou um elogio sobre a arte da capa do Penadinho em sua página do facebook CLICA AQUI PRA CONHECER O LUÍS FELIPE! 

E foi assim, depois de toda essa história… que nessa última semana eu comprei o Penadinho: Vida. E eu fiquei tão feliz, tão feliz que cês não fazem ideia! Se liga na capa:

penadinho-vida-capa

EU TAMBÉM ME APAIXONEI PELA CAPA, ME ABRAÇA!

Paixão a parte, a história é super fofa! O Penadinho precisa declarar o seu amor para seu doce amor de vida e morte: a Alminha, gente! Alguns rolos acontecem, algumas promessas…

p3

Até que: CADE A ALMINHA? :O Penadinho e sua turma começam ~~~a busca pela pessoa amada!

a8_fuv9

A história é toda maravilhosa, o caminho até a casa da colina, os amigos do Penadinho (O Zé Vampir tá um fofo!) e o final… só lendo mesmo! ❤

E depois de toda a história a HQ conta todo o processo criativo: cores, rascunhos, ideias t u d i n h o! Realmente vale a pena! Se você quer reviver, se você quer presentear namorada, amigos, filhos, etc. é um ótimo presente! Se você, assim como eu também se ama: vai até a livraria mais próxima e compre! ❤ NÃO VAI SE ARREPENDER!

Beijos doces! :*

TAG: LIEBSTER AWARD

leibster

Fui indicada pelo blog Foca Literária  para responder a TAG ‘Liebster Award’, são algumas perguntas pessoais e sobre o blog.

#VamosGente!

         11 fatos sobre mim:

  1. Separo meus livros por ordem de tamanho;
  2. Não tenho mais espaço pra colocar livros na minha prateleira e não tenho coragem de desapegar deles;
  3. Na maioria das vezes vejo filmes e documentários que pouca gente se interessa;
  4. Tô doida pra ler “Eleanor & Park”;
  5. Ainda não assisti Jurassic Park e quero fazer uma publicação enorme sobre isso;
  6. Adoro comprar DVD’s nas Lojas Americanas, por exemplo: Batman, Rei Leão <3, Fight Club, A Clockwork Orange… é outra coisa que ocupa muito a minha prateleira;
  7. Acho as Lojas Americanas um pequeno paraíso, tem Fini, livros, dvd’s e cd’s baratos;
  8. Quero ir no CineSala, mas morro de medo de dormir nos lugares confortáveis;
  9. Adoro ir em Show! Meu coração tem lamentado por não conseguir ir em muitos esse ano;
  10. Tenho problemas com tênis, amo vários modelos e compro. Mas já faz um ano que não compro nenhum, preciso esperar eles desgastarem hahaha;
  11. Fico lendo um monte de livros, HQ ou qualquer outra coisa online. Tá tudo muito caro. 😦

PERGUNTAS SOBRE O BLOG

Por que decidiste criar teu blog?
Dividir momentos, interagir, ~~trocar idéias e conhecer coisas novas interagindo com outros blogs. Não sei ficar parada.

Em que consiste o teu blog?
Eu resolvi montar um blog e fazer publicações sobre tudo que me interessa! Aí resolvi chamar minha amiga e a gente vai intercalando as publicações. É realmente de tudo um pouco.

 Qual significado do nome do teu blog?
Sabe quando você senta naqueles botecos baratos pra conversar? Fala da vida, fala do que já viu, do que leu e etc… a conversa rola solta. E é sempre o tipo de lugar barato que você corre o risco de encontrar uma mosca no seu café. Daí surgiu o nome ~Café com Mosca.

 O que te levou a criar o blog?
Sinceramente? O tempo livre e a vontade de conhecer coisas novas. Já tive blog antes mas nunca divulguei e deixei morrer a página. Decidi voltar!

Qual o tipo de post que prefere escrever?
As publicações são sempre sobre coisas que gostamos e bem aleatórias. Arrisco falar que de tudo um pouco MESMO.

Tem algum canal do YouTube associado ao blog? Se sim, põe o link. Quem são tuas fontes de inspiração?
Sem canal no Youtube, somente página no facebook! Clica aqui e dá um curtir: Café Com Mosca.
Acompanho vários blogs, tipo: #DeuRuim, #GarotasGeeks, #AcidezFeminina etc etc

Qual sua primeira impressão quanto ao blog que te nomeou?
Acho o trabalho muito legal! Quero saber montar publicações que chamam atenção assim também! Hahaha de verdade.

O que pretende melhorar no teu blog?
O layout, é tudo tão pago e difícil de ter a minha carinha. HAHAH

Se vê fazendo isso daqui a alguns anos?
Eu pretendo manter sim!

Um conselho para os principiantes no mundo dos Blogs?
Ser você.

AS REGRAS:

  1. Responder todas as perguntas;
  2. Indicar no mínimo blogs com menos de 200 seguidores para responder essa Tag;
  3. Colocar o selo da Tag;
  4. Colocar o link de quem te indicou;
  5. Seguir meu blog;
  6. Comentar aqui com o link do seu blog quando responder a Tag, para que possamos ler as respostas de vocês.

OS BLOGS NOMEADOS

DrawnWings

KreepyOfficial

Conversa Intima

Floral e Amadeirado

Blog da Clauo

Flor do Asfalto

Beijos doces! ❤

Filmes agridoces de partir o coração.

#Desireé aqui! E aí, gente?

Não é novidade que Hollywood capricha em comédias românticas bonitinhas. Se não fosse por essas comédias românticas, Katherine Heigl provavelmente não teria emprego ou a gente não faria a menor ideia de quem é Hilary Duff não é mesmo? Dito isso, é normal que anos se passem e a gente ainda tenha novas comédias românticas bonitinhas com que nos ocupar, certo? Porém, a tendência de filmes que realmente destrincham as relações amorosas têm crescido. A pergunta que não quer calar é: A nossa visão sobre relacionamentos mudou ou estamos caminhando para enxergar as relações por todos os ângulos? Não sei. Só sei que temos exemplos de filmes que acabam com o emocional de qualquer um.

O último que vi foi Ponte Aérea. Filme brasileiro escrito e dirigido por Julia Rezende,com Caio Blat e Letícia Colin. O filme conta a história de Bruno e Amanda. Bruno é artista, zen, com uma baita síndrome de Peter Pan e carioca. Amanda é publicitária bem sucedida,pilhada,independente e paulistana. Eles se conhecem após ficarem presos no aeroporto por causa da chuva e não podem seguir viagem. Já no hotel para onde foram mandados para passar a noite,se conhecem e ficam juntos. A partir daí começa um relacionamento ponte aérea dos dois.

427588

O legal do filme não é focar no namoro a distância. Bruno e Amanda se gostam tanto que parece fácil namorar a distância. O grande foco do filme está na relação dos dois e em como, por mais amor que exista, algo sempre vai dar tão errado e ser capaz de estragar tudo e é assim que as coisas são. É assim que relacionamentos de fato são. Pessoas são falhas e fazem cagadas o tempo todo. O amor é importante, mas nem tudo salva. É esse o foco do filme e o atinge maravilhosamente bem. É um filme bonito e real demais. Bruno e Amanda podem muito bem ser um casal que conhecemos. Pessoas que se amam profundamente, mas que ainda assim não parece suficiente. Recomendo. Filme brasileiro de qualidade, com uma trilha sonora incrível e elenco consistente (Letícia Colin tá maravilhosa e eu realmente sofri junto com Amanda).

Seguindo essa linha de filmes agridoces de partir o coração e que tratam as relações amorosas como elas realmente são, nós temos: The Disappearance of Eleanor Rigby, Blue Valentine, Like Crazy, Take this Waltz e o que eu mais gosto – Apesar de ser com adolescentes – The Spectacular Now. Todos são maravilhosamente tristes e uma cacetada certeira no seu coraçãozinho romântico. Mas é bom para dar uma folga nas comédias românticas bonitinhas e com zero profundidade. E também porque, convenhamos,até a Katherine Heigl precisa de férias.

Aqui o trailer de Ponte Aérea.

Beijos ❤