Medianeras: Onde está Wally? Onde Está o Amor?

#Camila aqui, gente! Tudo bem?

Primeiro: Fomos marcados em uma TAG e vamos responder sim! Procuro blogs pra indicar para dar seguimento na TAG e por isso não respondemos ainda.
Segundo: Bora lá, que hoje a resenha tem um pedaço um tanto quanto emocional dessa que vos escreve.

MEDIANERAS_PORT_BAIXA

Hoje venho falar pra vocês de um filme que há tempos estava enrolando pra assistir na Netflix e *glória* eu assisti e vou contar um pouco pra vocês como foi à experiência! Acredito que hoje vou fugir um pouco do que é uma resenha, contar um relato e provavelmente vou me enrolar na ordem cronológica do filme.

Medianeras, o filme!!!!!! Sensacional. A divulgação do filme no Brasil é (como sempre) meio bosta e perde a essência: “Medianeras: Buenos Aires na Era do Amor Virtual”, já no seu país de origem, é: “Medianeras: ¿ Como encontrar el amor si no sabés dónde está?”. Particularmente, faz muito mais sentindo. Mas, cada um com seu ponto de vista, né?

O filme dá uma explicação simples, porém bem profunda sobre as Medianeras. São aquelas janelinhas que os moradores procuram abrir, naqueles paredões enormes. Muito normal em Buenos Aires. A base do filme é fazer uma crítica a arquitetura, e aos homens que destroem o belo e colocam fios. Medianeras nada mais é uma explicação suave de como o mundo vem distanciando as pessoas uma das outras de diversas formas. Como nos excluímos da vida e do contato, de como nos fechamos e preferimos uma tela de computador, um telefone ou o andar imparcial pelas ruas da cidade. O filme é uma chuva de metáforas, basta assistir e refletir.

medianeras

Ah! O amor. Vocês já perceberam que eu adoro esses filmes dramáticos e quase engraçados sobre o Amor, né? Acho que sim. Em Medianeras você precisa conhecer “Onde está Wally?” para entender a essência do resto do filme. Wally no filme é camuflado como Amor. Quantas vezes estamos procurando Wally Amor em todos os lugares?

Acessamos redes, queremos achar o amor nas pessoas. Mariana tem um problema: ela não consegue encontrar Wally na cidade, assim como não consegue encontrar o Martín Amor. Assim como Mariana vivemos alguns relacionamentos e acreditamos que o amor está ali, até tudo acabar e você perceber que nada mais era que uma projeção do que você queria que fosse o amor.

Martín é o outro cara que procura por algo e nem sabe mais o que. Isolou-se assim com Mariana após o término de um relacionamento. Seus remédios, seus jogos, seu dog, insônias e suas manias se tornam as melhores companhias. Mariana vitrinista, fumante e apaixonada por seus bonecos. Não pega elevador, tem ansiedade, fobias e manias também. Questiona-se sobre o mundo, assim como Martín.

medianerasquarto

Fica aqui a dica: Mariana e suas ansiedades, manias e formas de isolar: muito que fez rolar uma identificação pesada! HAHAHA 

medianeras (1)

Ambos demoram pra ter o primeiro contato, mesmo tão próximos. No momento em que decidem encarar alguns monstros, abrem suas Medianeras para a vida. Encontram o seu próprio Eu e procuram dar sentidos as suas próprias loucuras.

cc4388f9bec9f2f686df4b6d0f44911e

É ai que o mundo sorri, entre salas de bate papo e falta de luz. A vida permite que Mariana encontre Martín.  Ela encontra o seu #WallyMartínAmor no meio da cidade, finalmente. E tudo parece ser tão solto. Os medos, as buscas, as manias, as ansiedades e tudo mais: se encontram. Não há obstáculos para o amor, há o tempo de saber esperar.

encontromedianeras

E a pergunta “¿Como encontrar el amor si no sabés dónde está?” faz todo sentido. Nós nunca sabemos onde o amor está quando estamos procurando. Nós sabemos onde o amor está quando um dia aí a gente olha pro lado num dia chuvoso, sorrindo… e quem sorri de volta, é o seu Wally. 😉

Fique aqui com a música do final do filme e eu nem ligo que é #Spoiler, vocês precisam assistir e refletir. Música: Ain’t No Mountain High Enough estrelada por Mariana e Martín! HAHAHAH

♫”If you need me, caaaaaall meeee
No matter where you are
No matter how far…don’t worry, baby!!!”♫♫♫

Beijos doces!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s