#Novidades: O Despertar da Força da Maquiagem!

#Camila aqui (:

Ai, que saudade do blog! Como cês tão, hein?
Hoje eu resolvi compartilhar com vocês um negócio que eu quero muito. A VIEW Cosméticos já tinha me deixado louca de vontade de consumir as coisas quando eu vi que lançaram a linha de esmaltes: “Vingadores: A Era de Ultron”. A linha é composta por 6 cores: Silver (Ultron), Gold (Homem de Ferro), Red (Thor), Blue (Capitão America), Green (Hulk) e Dark (Viúva Negra). Eu simplesmente me apaixonei, verifiquei que o local mais perto é: Lojas Sumirê, na Lapa – aqui em SP. E tem pela internet também 🙂

ESMALTE-AVENGERS2-p
Eu curto a página deles no Facebook, é essa Aqui!!! Clicaaa!!! HAHAHA e aí vi que eles colocaram a linha do Star Wars!!! Além de esmaltes tem maquiagem também, e eu simplesmente quero PRA ONTEM!!! O lançamento ocorreu na Beauty Fair 2015. Se liguem nas fotos que eles divulgaram:

esmaltes

“Se isso não é amor, o que mais pode ser?”
Que vontade de comprar todos e usar pra ver o filme. AHAHA

batons

De acordo com a página da #ViewCosméticos, o batom é efeito Matte Metálico 🙂 OU SEJA!! Ele fica fosco e com uns brilhos metálicos de leve.

delineadores

Eu sou uma negação pra passar delineador, minha coordenação motora não permite. Mas gamei nas cores e fico imaginando que lindo nas guria que ama e usa! 

Império

E olha esse blush!!!! Na minha pele, pelo menos… ele ficaria mara. Adoro esses que são duo. Não fica carregadinho na cor. Star-Wars-Coleção

Bem, galere é isso! Não sou nenhuma blogueira de maquiagem mas também tenho minhas mimizices! Além do mais, imaginei usar realmente tudo isso indo assistir o filme. Achei muito amor e tô doida pra ter! Eles começaram a vender os produtos agora em Outubro! Na página do Facebook que já mencionei pra vocês ali em cima… tem o link de venda! Então, borá lá! Esperar o fim do mês e ser feliz! ❤ 😉

Beijos Doces! 😀

TAG: HÁBITOS DE LEITURA

Oi Pessoas, tudo bem? #CamilaAqui ❤ Já tava com saudade do blog. Mas… sabe como é, né? Inglês, pós, bicos aqui e ali, estudos hahaha Hoje no nosso blog vamos responder essa tag enviada pelo pessoal do blog Meu Caro Relicário  sobre hábitos de leitura! #Partiu :*

mafalda

#HábitosDeLeitura 🙂

Perguntas e respostas:

Quando você lê? (manhã, tarde, noite, o dia inteiro ou quando tem tempo?)

Sempre que tem um tempinho vago, ônibus, metrô, dia, noite e até madrugada hahahaha óbvio que se tenho um mega tempo pra ler: estarei lá.

Você lê apenas um livro de cada vez?

Não, vamos dizer que é um revezamento natural. Além dos livros, tem as HQ’s online. Recentemente testei o app da social comics, me apaixonei. Assim que sobrar uma verbinha assino para voltar a ler HQ’s  deles. Mas, vou baixando uns pdf’s por enquanto!

Qual seu lugar favorito para ler?

Gosto muito de ler deitadinha em algum lugar aconchegante. Pode ser sala, quarto, rede hahaha

O que você faz primeiro: lê o livro ou assiste ao filme?

Leio o livro, mas isso não faz muita diferença. Já aconteceu de ver filme e descobrir que tinha o livro, e ai fui ler. Apesar de sabermos a história, é tudo bem diferente na maioria das vezes – isso não é negativo.

Qual formato de livro você prefere? (áudio-livro, e-book ou livro físico)

Livro físico, já mencionei no blog o quanto isso é um problema e ocupa espaço hahaha por mais que tenha livros em tablets acabo comprando o livro físico. A única vantagem de um e-book é o preço.

Você tem algum hábito exclusivo ao ler?

Talvez a forma como eu seguro as folhas e me posiciono para não precisar ficar mudando muito de posição.  Se começo ler tarde tenho sempre um café por perto ou uma água. E óbvio, faço xixi antes HAHAHAHA não curto atrapalhar meu momento.

As capas de uma série tem que combinar ou não importa?

Pra falar bem a verdade é difícil ver uma série que não tenha capas combinando, com toda certeza faz parte da elaboração da história, não consigo imaginar algo que destoe tanto a ponto de me importar gravemente com isso.

Blogs indicados para a TAG: (Se você já respondeu ou não tem interesse, sem problemas! haha)

Momentos de Gloria

Palavraria

Xykosanto

Fellipe Mariano

Style To Rescue

Beijos doces e uma ótima semana! ❤

Incêndios: Poderia ser um soco no estômago…mas é um tiro mesmo.

#Desireé aqui e aí, gente?

Eu amo filme estrangeiro (Pedante mentira, né?). Não sou exatamente especialista nessa categoria, mas os filmes estrangeiros que vi são MUITO bons. Devo ter dado sorte, mas acho que são tão bem construídos e tão densos que acabei me apaixonando horrores pelo gênero.

Quando ouvi falar em Incêndios do diretor Denis Villeneuve, fiquei muito interessada em ver. Fiquei ainda mais interessada pela obra ter sido adaptada para o teatro aqui no Brasil e ter como protagonistas Marieta Severo e Felipe De Carolis (Felipe é também produtor da peça). O mais curioso em relação a esta obra é que é simplesmente exaltada por todo mundo que assistiu no cinema ou viu no teatro. É unânime. Não encontrei resenhas negativas ou mornas. A obra é aclamada, adorada, sentida e muitas vezes: amada.

frente-dvd-incendios-copy

Aí você me pergunta: Mas tem tanto motivo assim? Tem! Incêndios é uma porrada nos nossos sentidos. É triste, é violento, é denso e é cruel. É sim uma tragédia de proporções épicas mas que também flerta perigosamente com a vida real. A maldade é o principal ingrediente dessa história e fica difícil não ser tocado pelos entrelaçamentos que dela nascem.

Fiz com Incêndios algo que não fazia a muito tempo: Ficar desolada e digerir mais que do uma hora ou duas horas sobre determinada história. Eu passei o resto do dia me sentindo mal e engolindo a injustiça inata do mundo (Tão presente e pungente no filme).

Considero Incêndios um dos melhores filmes que vi na vida e umas das piores sensações também. Mas como dizem: É preciso sentir. Incêndios faz muito bem este papel. Mas do que recomendado, é uma obra necessária. Um tiro de metralhadora no estômago. O maldito 1 + 1 = 1 faz mais vítimas do que se imagina. Eu me incluo nessa também.

incendios (1)

Trailer 🙂

P.s – Tem no Netflix pra quem estiver interessado. E gostaria do feedback de quem viu, por favor!

Beijos!

Medianeras: Onde está Wally? Onde Está o Amor?

#Camila aqui, gente! Tudo bem?

Primeiro: Fomos marcados em uma TAG e vamos responder sim! Procuro blogs pra indicar para dar seguimento na TAG e por isso não respondemos ainda.
Segundo: Bora lá, que hoje a resenha tem um pedaço um tanto quanto emocional dessa que vos escreve.

MEDIANERAS_PORT_BAIXA

Hoje venho falar pra vocês de um filme que há tempos estava enrolando pra assistir na Netflix e *glória* eu assisti e vou contar um pouco pra vocês como foi à experiência! Acredito que hoje vou fugir um pouco do que é uma resenha, contar um relato e provavelmente vou me enrolar na ordem cronológica do filme.

Medianeras, o filme!!!!!! Sensacional. A divulgação do filme no Brasil é (como sempre) meio bosta e perde a essência: “Medianeras: Buenos Aires na Era do Amor Virtual”, já no seu país de origem, é: “Medianeras: ¿ Como encontrar el amor si no sabés dónde está?”. Particularmente, faz muito mais sentindo. Mas, cada um com seu ponto de vista, né?

O filme dá uma explicação simples, porém bem profunda sobre as Medianeras. São aquelas janelinhas que os moradores procuram abrir, naqueles paredões enormes. Muito normal em Buenos Aires. A base do filme é fazer uma crítica a arquitetura, e aos homens que destroem o belo e colocam fios. Medianeras nada mais é uma explicação suave de como o mundo vem distanciando as pessoas uma das outras de diversas formas. Como nos excluímos da vida e do contato, de como nos fechamos e preferimos uma tela de computador, um telefone ou o andar imparcial pelas ruas da cidade. O filme é uma chuva de metáforas, basta assistir e refletir.

medianeras

Ah! O amor. Vocês já perceberam que eu adoro esses filmes dramáticos e quase engraçados sobre o Amor, né? Acho que sim. Em Medianeras você precisa conhecer “Onde está Wally?” para entender a essência do resto do filme. Wally no filme é camuflado como Amor. Quantas vezes estamos procurando Wally Amor em todos os lugares?

Acessamos redes, queremos achar o amor nas pessoas. Mariana tem um problema: ela não consegue encontrar Wally na cidade, assim como não consegue encontrar o Martín Amor. Assim como Mariana vivemos alguns relacionamentos e acreditamos que o amor está ali, até tudo acabar e você perceber que nada mais era que uma projeção do que você queria que fosse o amor.

Martín é o outro cara que procura por algo e nem sabe mais o que. Isolou-se assim com Mariana após o término de um relacionamento. Seus remédios, seus jogos, seu dog, insônias e suas manias se tornam as melhores companhias. Mariana vitrinista, fumante e apaixonada por seus bonecos. Não pega elevador, tem ansiedade, fobias e manias também. Questiona-se sobre o mundo, assim como Martín.

medianerasquarto

Fica aqui a dica: Mariana e suas ansiedades, manias e formas de isolar: muito que fez rolar uma identificação pesada! HAHAHA 

medianeras (1)

Ambos demoram pra ter o primeiro contato, mesmo tão próximos. No momento em que decidem encarar alguns monstros, abrem suas Medianeras para a vida. Encontram o seu próprio Eu e procuram dar sentidos as suas próprias loucuras.

cc4388f9bec9f2f686df4b6d0f44911e

É ai que o mundo sorri, entre salas de bate papo e falta de luz. A vida permite que Mariana encontre Martín.  Ela encontra o seu #WallyMartínAmor no meio da cidade, finalmente. E tudo parece ser tão solto. Os medos, as buscas, as manias, as ansiedades e tudo mais: se encontram. Não há obstáculos para o amor, há o tempo de saber esperar.

encontromedianeras

E a pergunta “¿Como encontrar el amor si no sabés dónde está?” faz todo sentido. Nós nunca sabemos onde o amor está quando estamos procurando. Nós sabemos onde o amor está quando um dia aí a gente olha pro lado num dia chuvoso, sorrindo… e quem sorri de volta, é o seu Wally. 😉

Fique aqui com a música do final do filme e eu nem ligo que é #Spoiler, vocês precisam assistir e refletir. Música: Ain’t No Mountain High Enough estrelada por Mariana e Martín! HAHAHAH

♫”If you need me, caaaaaall meeee
No matter where you are
No matter how far…don’t worry, baby!!!”♫♫♫

Beijos doces!

Mentirosos: Um livro altamente viciante e muito bem escrito.

#Desireé aqui! E aí, gente?

Queria me desculpar pelo sumiço no blog, mas eu estava ocupada com outras coisas e não pude me dedicar ao blog. Agora voltei! E juro que a resenha de hoje vai ser bacana!

Quem é bem ligado em lançamentos de livros, deve ter ouvido falar sobre Mentirosos né? Assim que eu fiquei sabendo desse livro fiquei um pouquinho maluca, mas quando se trata de livros eu sou mesmo maluca.

A premissa do livro é uma história envolta de muitos mistérios e sim, isso te prende antes mesmo que você comece a leitura. O pensamento fica basicamente em: “O que será que acontece de tão misterioso nesse livro?”. O mais legal de tudo é que até a Editora  Seguinte sugere que os leitores não tentem “espiar” antes da última página e sinceramente foi um ótimo conselho! Até mesmo pra mim que ama ver a última página,esse conselho funcionou. Fui guerreira demais e passei o livro inteirinho sem dar uma olhadinha nas páginas mais a frente. Sofri muito, mas talvez isso tenha me feito terminar o livro em 3 dias ( O que é um recorde pra mim que adoro curtir o livro,bem sem pressa). Eu devorei o livro!

O clima de suspense, a escrita envolvente de E. Lockhart e a angústia de Cadence fazem a gente querer MUITO saber o que acontece e quando a gente descobre: Nossa! Você pode imaginar muitas coisas,mas nunca o que a autora preparou como final. Ponto pra E. Lockhart!. Fez com que eu me surpreendesse muito e olha, isso dificilmente acontece.

Mentirosos vale a pena? Mentirosos vale a pena demais.

É sensacional. Pode não ser o estilo de todos, mas é inegável que a autora sabe como prender o leitor em sua história. Eu fiquei ansiosa de verdade com o rumo da história. Só pensava que queria chegar logo em casa e ler mais um pouco pra descobrir o que acontecia. Tá mais que recomendado! É necessário! Não vou falar mais do livro porque é bem fácil soltar um spoilerzinho sem querer e eu tenho que avisá – los que isso não é legal (No caso desse livro, não é mesmo! Se fosse em outro, eu já teria dado uns 50 spoilers! Brincadeira, mas é sério). Vocês precisam ler! É só isso que eu vou dizer!

download (8)

Livro : Mentirosos

Autor (a) : E. Lockhart

Editora : Seguinte

Páginas : 271

ISBN : 978-85-65765-48-0

Aí você me pergunta : Onde encontro? Aqui ó ❤ :

Saraiva – R$ 15,80

Submarino – R$ 15,90

Beijos!

#Compras: As Crônicas de Gelo e Fogo de George R. R. Martin

#Camila aqui! Tudo bem, gente?

Queridos, desculpem a demora em aparecer. Foi semana de aniversário e volta às aulas, cursos e etc. Estava precisando me organizar, fora que ainda me recupero da cirurgia.

E durante esse tempo em casa  de molho e recuperação, eu resolvi comprar de vez os livros “As Crônicas de Gelo e Fogo” de George R. R. Martin. Estava pelo mundo da ~submarino – determinada a aumentar o espaço ocupado por livros na minha casa e super empolgada! Comprei essas coisas lindas por 89,90 e veio um livro ‘brinde’ que é “A Filosofia de Tyrion Lannister”.

 Fotos disponíveis na submarino: 

120081204_5GG120081204_6GGNo final da semana retrasada chegaram meus livros! Bem, eu tava super ansiosa. Eu li os dois primeiros em PDF e sentia que meus olhos sangravam hahah é que eu ainda não tenho Kobo e uso meu Tablet pra me aventurar nos livros e HQs online ou em PDF. Semana passada comecei a ler os livros comprados e sentir aquela coisa maravilhosa: cheirinho do livro, textura das folhas, detalhes, letras e etc. Li 50 páginas do primeiro livro e…SOCOOOORRO. A caixa é linda, os detalhes são incríveis e… é realmente pra colecionador: livros que foram feitos para não serem lidos. O acabamento do livro deixou a desejar.  Só de ler algumas páginas o livro ficou levemente estufado; quando o guardei novamente na caixa, foi difícil colocar.

11879188_863918073663269_2138479526938542236_o

                           Mais alto 😦

11834943_863918473663229_5012283958465776689_o

                         Acabamento… meio desbotado, meio amassadinho, sei lá! 😦

E confesso… Vou deixar mesmo como edição de colecionador e não lerei. Prefiro ir a alguma biblioteca ou mesmo terminar a leitura em PDF. Estou com medo de que os livros não entrem mais na caixa maravilinda que eu tanto queria. Já passaram por isso? Pois bem, é a primeira vez que isso acontece comigo, nunca nenhum livro ficou estufadinho dessa forma.

Talvez seja essa a desvantagem de comprar coisas pela Internet: você não tem a oportunidade de avaliar a qualidade do livro com o tato. As folhas são finas e se você ler em ambiente muito claro, as letras da página seguinte aparecem espalhadas – isso me da um incomodo enorme! hahahaha e n o r m e. Estou feliz com o box de colecionador! Porém, triste de não ter resolvido o problema da leitura no tablet ou correr atrás de outros e não conseguir usufruir tanto.

Beijos doces, até a próxima! ❤

Apneia: Estréia de Maurício Eça no cinema.

#Desireé aqui! Oi, gente!

Filme brasileiro é algo que eu curto muito. Sempre me divirto vendo e acho incrível que eles mostrem a cultura brasileira. Do sertão nordestino á favelas, o cinema brasileiro engloba quase todos os cenários do nosso país. Faltava um filme que delineasse os super ricos brasileiros e suas vidas abastadas não é?. Não falta mais. Maurício Eça escreveu e dirigiu Apneia, filme sobre garotas ricas e entediadas que mergulham em festas, drogas e sexo pra tentar esquecer de si mesmas ou pra tentarem se encontrar. Um cenário novo utilizado em filmes nacionais e igualmente interessante. Ponto pra Eça. Aliás, é a estréia do diretor de videoclipes no cinema.

Não preciso dizer que a fotografia do filme é caprichada e a trilha sonora é bem boa não é? São um ponto forte num roteiro que não é lá essas coisas. Mas sou da opinião que poucos autores fazem obras – primas na primeira tentativa e Eça não foi diferente.

O filme tem diálogos sem graça e a sustentação do longa fica por conta das atrizes principais. Chris é a protagonista e foi vivida por Marisol Ribeiro que arrasou na pele da pobre menina rica. Senti a angústia de Chris e sua desorientação como se elas fossem também minhas (Só uma atriz visceral consegue isso,acredito eu). As outras meninas são Julia e Giovanna (Thaila Ayala e Marjorie Estiano respectivamente). Thaila também está bem no papel e foi fácil ter compaixão por Julia. Marjorie é sempre incrível em tudo que vejo fazendo,mas achei  a sua personagem sem carisma nenhum (Talvez a história dela no filme não tenha me comprado, de qualquer forma).

apnéia

Apneia vale a pena?

Não foi o que eu esperava,mas consegui me conectar com as personagens principais e com o que elas viveram no espacinho de tempo de um filme. Achei o final bonito, poético e esperançoso, mas também morno. Senti que tudo precisava de uma continuação porque acho que acabei torcendo um pouquinho por Chris, Julia e Giovanna. Não sei se é porque elas têm quase a mesma idade que eu ou porque,assim como elas,eu também me sinto absurdamente perdida na vida em alguns momentos. Não sei. Sei que senti uma empatia muito grande por cada uma delas.

Marjorie, Thaila e Marisol.

Marjorie, Thaila e Marisol.

Recomendo sim. Não recomendo do tipo: “Cara, você tem que ver”. Mas sim do tipo: “É uma nova e talentosa voz contando uma história,vale a pena ouvir”. Sim, Maurício é talentoso e sim,estou esperando por novos filmes dele. Acho que ele pode fazer coisas incríveis. Vamos esperar (Em tempo, o diretor já disse que tem projetos para o cinema no gatilho).

Beijo 🙂